• capa do livro os utensílios

Os Utensílios

16,00 

Os Utensílios, escrito por Paulo Matos, é uma coletânea de poemas e textos poéticos que capturam a essência das ferramentas e objetos quotidianos como metáforas da vida e da poesia. O autor utiliza a simplicidade dos utensílios para explorar temas profundos como a memória, o tempo e a busca pela felicidade perdida.

Razões pelas quais deve comprar este livro

  • Coletânea poética
  • Aborda temas como memória, tempo, medo e felicidade
  • Os utensílios como testemunhas silenciosas da existência humana

Saiba mais sobre o livro Os Utensílios, de Paulo Matos

 

a escrever um livro num caderno de linhas

O que são Os Utensílios?

Ferramentas, utilidades, objectos, uma forma perene de dar cor e forma aos corpos. Nestes poemas e textos poéticos nos quais o autor encerra, sílaba a sílaba, a memória das coisas e dos dias, diz de si para o mundo a luz evidente da oficina e da sua voz poética, do seu lavor.

Para a escrita e para a poesia, em concreto, pelo seu carácter quase de síntese, os utensílios e as incansáveis ferramentas podem ser as coisas mais cruas, autênticas e inteligíveis, na forma e no ser onde cada poema respira.

Os utensílios de que nos fala Paulo Matos têm uma vertigem espiritual, um aconchego para as palavras respirarem, e um dedo apontado ao tempo, por vezes, ao medo e às raras coisas da felicidade perdidas no silêncio.

Os utensílios são o único diálogo que a mãe e o pai lhe deixaram e, por serem os únicos, são únicos no seu ser, na sua geometria, no seu governo e actos infindáveis, as mais simples imagens de humanidade. Têm, assim, a imortal arte de salvar.

Explore o Extraordinário

Descobertas Fascinantes

Ver mais +